Publicada em: 18/11/2020 17:04

Professora da UEA recebe prêmio em reconhecimento ao curso de Especialização em Podiatria

Em reconhecimento ao trabalho desenvolvido com Pé Diabético e aos diversos enfermeiros que são capacitados e formados através do curso de Especialização em Podiatria Clínica da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), a professora Eliana Marques Gomes da Silva conquistou o prêmio D-Foot International Regional for SACA (Pé Diabético Internacional para a Região América do Sul e América Central). O D-Foot é uma instituição científica composta por 150 especialistas de todas as partes do mundo, com foco no Pé Diabético - uma das complicações mais comuns do diabetes. A premiação foi indicada pela Dra. Hermelinda Pedrosa e apoiada unanimemente pelos Representantes Nacionais D-Foot no Brasil e o Grupo Brasileiro de Neuropatias e Pé diabético (BRANSPEDI).

De acordo com a endocrinologista, que é a vice-presidente do D-Foot International for SACA, o D-Foot acolheu prontamente o nome da professora Eliana Marques da Silva pelo intenso trabalho para concluir o curso de Podiatria Clínica, considerando também as dificuldades enfrentadas em Manaus pela Pandemia da Covid 19.

"A professora Eliana finalizou em outubro o curso com perseverança. Achamos que, merecidamente, deveria ser a pessoa indicada para representar o Brasil e a SACA. Além do mais, por ser enfermeira, representou a categoria no país no ano em que a IDF (Federação Internacional de Diabetes) elegeu o tema 'Enfermagem e Diabetes' para 2020, e que atua na área de cuidados com os pés numa região que tem problemas graves pois 52% dos pacientes com diabetes dão entrada nos hospitais de Manaus por Pé Diabético. É preciso prevenir. Então, premiando o trabalho da professora Eliana e as 35 pessoas que se formaram no curso, ampliar e ter um cuidado melhor evitando úlceras e amputações em pessoas com diabetes¿, disse Hermelinda, que também é presidente do Departamento de Diabetes da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM) e Assessora de Relações Governamentais da Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD,) além de Pesquisadora Principal do Estudo Heberprot da Fiocruz Biomanguinhos, que tem um dos centros de pesquisa na UEA.

Eliana Marques Gomes da Silva é enfermeira estomaterapeuta, com especial interesse em pessoas com diabetes e pé diabético. No desafiador Sistema Público Unificado (SUS) do Amazonas, organizou diversos cursos de capacitação de enfermeiros para aprimorar as habilidades no tratamento de pacientes com pé diabético. Ela recebeu, também, um email de cumprimentos do Dr. Andrew Boulton, Presidente da IDF e um dos maiores incentivadores do Projeto Salvando o Pé Diabético no Brasil, atualmente Step by Step (Passo a Passo). "Primeiramente agradeço a Deus por renovar minhas forças e esperança para enfrentar os desafios da minha missão neste mundo mesmo no meio desta pandemia que temos vivenciado. Quero fazer um agradecimento especial à Profa. Ms. Suely Thuller, que coordena juntamente comigo este curso, aos demais professores da Podiatria da UEA, alunos e pacientes que são a inspiração e razão para pensar e acreditar que as estratégias e ferramentas tecnológicas nesta pandemia permitiriam a continuidade do curso e o cuidados às pessoas com diabetes".

Sobre a premiação, Eliana destaca que, mesmo com a pandemia, buscou ferramentas de tecnologias para o continuar o ensino remoto. "Esse prêmio não seria possível se não houvesse pessoas conectadas com o mesmo propósito. Assim, agradeço ao D-Foot International, e indicação da Dra. Hermelinda apoiada pelos Representantes Nacionais do D-Foot no Brasil e o Grupo Brasileiro de Neuropatias e Pé diabético (BRANSPEDI). Externo meus agradecimentos ao magnifico reitor Prof. Dr. Cleinaldo Costa, à Coordenação do Curso de Enfermagem através do Prof. Dr. Manoel Luiz Neto, ao Diretor da Escola Superior de Ciências da Saúde - ESA/UEA, Prof. Dr. Diego Regalado que sempre apoia nossos projetos, ao Prof. Dr. Darlisom Ferreira que incentivou e acreditou que o Curso de Podiatria traria novas possibilidades de redes de colaboração e desenvolvimento científico, à Pró-reitora de Pesquisa e Pós-graduação da nossa universidade, a Profa. Dra. Maria Paula Mourão pelo incondicional apoio", finalizou.

Sobre o curso

Em 2018, a Universidade do Estado do Amazonas (UEA) ofertou 36 vagas para o Curso de Especialização em Podiatria Clínica com o objetivo de qualificar e capacitar enfermeiros para trabalhar a prevenção, tratamento e reabilitação de pessoas com doenças e agravo nos pés, especialmente pelo diabetes. O curso, pioneiro na Região Norte, foi criado pelo Conselho Universitário da UEA estando de acordo com a resolução do Ministério da Educação (MEC), nº 1, de 6 de Abril de 2018 e contempla também a nova resolução do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), nº 581/2018 de 11 de julho de 2018, que atualiza, no âmbito do sistema Cofen/Conselhos Regionais de Enfermagem.

A Podiatria no Brasil está em expansão e, isso representa um avanço, pois é uma estratégia iniciada com o Projeto Salvando o Pé Diabético e seguido pelo Step by Step, que realizou edição em agosto de 2019 em Manaus.

Texto: Jacqueline Nascimento/Ascom UEA